Investir em Web Design

Parece absurdo, mas ainda hoje existem pessoas que acreditam que investir em web design é um desperdício.

E eu estou aqui para dizer: não seja mais uma delas.

Até porque não se pode negar que proporcionar uma experiência agradável ao visitante online é essencial.

E seja qual for a estratégia de marketing escolhida, ela é reforçada por meio dessa ferramenta.

Geração de leads, SEO on page, conversões em landing pages, copywriting, marketing de conteúdo, enfim, qualquer ação na qual é utilizada uma página na web.

Tudo isso ganha vida extra e eficiência quando desenvolvido por um profissional que entender as dores do usuário.

Ao colocar na ponta do lápis, é fácil perceber que o saldo é positivo ao direcionar recursos para a área.

Alguém poderia dizer que a experiência do usuário não depende exclusivamente do visual.

Eu concordo com essa afirmativa.

Mas o web design vai muito além da utilização de cores e disposição de elementos.

A ausência de planejamento nesse sentido pode levar tudo a perder.

Se você faz parte da parcela das pessoas que reconhece a importância do web design, este texto é para você.

Nele, explico tudo que é necessário para aplicar o conceito, destaco algumas ferramentas de auxílio e muito mais.

Siga acompanhando a leitura!

O que é Web Design?

o que é web design responsivo

O design gráfico é a área de estudo que toma conta da composição de peças gráficas.

Por exemplo, a criação de elementos visuais em outdoors, panfletos e cartazes, citando apenas as mídias tradicionais.

Obviamente, esse conceito também é aplicado à identidade corporativa, paleta de cores e tudo mais que se refere ao branding de uma empresa.

Em outras palavras, aquilo que afeta diretamente os olhos do consumidor.

Na internet, essa ideia precisou ser atualizada.

Surgiu assim o web design, área que gerencia qualquer atividade realizada na internet.

Isso engloba:

  • Páginas de site ou blog
  • Lojas virtuais
  • Redes sociais
  • E-mail
  • Softwares online
  • Landing pages
  • Aplicativos
  • Mecanismos de buscas
  • Marketplaces
  • Qualquer outra página na internet.

Isso quer dizer que é aplicado em qualquer elemento inserido na web.

Sua função é utilizar os recursos disponíveis para trazer uma boa experiência ao internauta, o que envolve:

  • Cores
  • Disposição
  • Layout
  • Tipografia
  • Ergonomia
  • Arquitetura da informação
  • Adaptação a navegadores
  • Navegabilidade
  • Usabilidade
  • Acessibilidade
  • Programação.

Por tudo isso, além das habilidades artísticas, um web designer deve dominar técnicas de linguagens de marcação e estruturação de sites.

É exatamente isso que boa parte das pessoas ignora ao criar suas plataformas digitais.

O fato de existirem recursos que oferecem layouts preparados permite que acreditem que qualquer um pode fazê-lo.

Mas, na realidade, essa é uma prática que exige conhecimento e atualização.

Com isso, quero dizer que o trabalho desse profissional é recorrente.

Ele deve ser capaz de analisar as métricas de utilização, realizar testes A/B e otimizar o design para realizar melhorias frequentes.

Afinal, o público tem hábitos e costumes mutáveis.

Para garantir que os visitantes das páginas fiquem sempre satisfeitos, o monitoramento é uma ação essencial.

Não é nenhum exagero dizer que o web design flutua entre a agradabilidade visual e a funcionalidade de uma página.

Além de bonito, é necessário ser útil.

Em resumo, essa atividade permite que ações de marketing fluam de maneira orgânica e estimulem a ação desejada.

O que faz?

Um web designer é o profissional responsável por aplicar o conhecimento técnico em páginas da internet.

Além disso, verifica as páginas com determinada frequência para adaptá-las ao perfil da persona do negócio.

Um grande site como o Facebook, por exemplo, realiza atualizações diárias em sua interface.

Aposto que você não sabia disso, não é mesmo?

A verdade é que mesmo as mudanças mais sutis podem fazer toda a diferença.

Para você pode parecer uma bobagem mover um botão alguns milímetros para a direita.

Mas, baseando-se em experimentação, fica óbvia a potencialização de cada atividade realizada em uma plataforma.

Muitas vezes, alterações aparentemente imperceptíveis são responsáveis por aumentar as taxas de conversão.

A inclusão de uma nova página, um atalho para determinada área, a troca de cores de elementos…

Nada é por acaso.

Tais ações levam à continuidade da jornada de compra, entre outras vantagens.

É por isso que a função de um web designer vai muito além de criar imagens para posts no blog, infográficos para compartilhamento social e banners, embora essas tarefas estejam entre suas principais competências.

Ele leva em conta toda a trajetória do usuário enquanto navega pelas suas páginas, desde o primeiro contato à experiência pós-venda.

Softwares da área de Design e Web Design

Photoshop como exemplo de software de Web Design

Um bom web designer precisa dominar algumas das principais ferramentas da área.

Obviamente, isso varia de acordo com as necessidades do cliente e as preferências do profissional.

Abaixo, confira uma lista das mais utilizadas.

Adobe Photoshop / Illustrator

Programa profissional mais usado no mundo, é utilizado para criar layouts de sites, ilustrações, animações simples e montagens. O Adobe Illustrator é uma outra opção muito boa para a criação de layouts, ilustrações. É um pouco mais simples comparado ao Photoshop.

Corel Draw

Principal rival do Photoshop, permite a edição dos mais diversos tipos de peças gráficas.

Adobe Dreamweaver

Solução da Adobe voltada à edição de códigos, apresenta uma interface amigável e facilitadora para gerenciar questões estruturais de websites.

Adobe Indesign

Programa voltado à diagramação, tem como principal função a utilização da topografia e é muito empregado em agências e gráficas.

Adobe Flash

Software para criação de animação, permite até o desenvolvimento de games.

Principais elementos do Web Design

principais elementos de um bom web design

Agora, vamos saber quais são os principais elementos que você deve dominar para se tornar um bom profissional de web design.

Antes de mais nada, preciso dizer que, quanto mais conhecimento, melhor.

Você pode escolher por se especializar uma área ou tornar-se um generalista, com conhecimentos em todas elas.

No entanto, algumas habilidades são essenciais.

Elas estão dispostas a seguir.

Responsividade

As tecnologias móveis dominam o mercado.

Por conta disso, é de se esperar que um profissional de web design saiba lidar com o design responsivo.

Basicamente, esse elemento trata da funcionalidade em múltiplas telas, como desktops, tablets e smartphones.

Escaneabilidade

Um usuário de internet apresenta um padrão de comportamento diferente de um leitor de livros, por exemplo.

Em vez de observar cada linha do conteúdo, ele apenas “escaneia” a tela em busca das informações que procura.

Por conta disso, outra característica fundamental do web design é exatamente a facilitação desse processo.

Tipografia

Na internet, a escolha de fontes para peças gráficas é fundamental.

A definição desse elemento pode representar a diferença entre o sucesso e o fracasso de suas estratégias digitais.

Por conta disso, a tipografia é um dos mais importantes componentes do web design.

Velocidade do carregamento

O usuário de internet é imediatista.

Quando as páginas demoram para carregar, a tendência é que ele a abandone em um instante.

Por isso, um bom web designer deve levar em consideração não apenas a estética da página, mas também o seu desempenho em diferentes velocidades de conexão.

Share
This

Post a comment