Automação de Marketing: O que é?

Esse tipo de ferramenta dá um suporte fundamental a campanhas na internet, sobretudo quando uma marca realiza ações simultâneas.
Afinal, é preciso planejar, executar, monitorar, analisar, ajustar…
As exigências são muitas para que os marketing sejam alcançados, mas como se dedicar a esse nível sem uma mãozinha da tecnologia?

Difícil, não é mesmo?

É aí que entra a automação de marketing, a qual, como o nome sugere, pode automatizar ações e obter resultados mais completos em uma janela de tempo mais curta.

Trazemos neste artigo informações relevantes sobre o assunto, além de indicar ferramentas e apontar dicas para tornar o trabalho do dia a dia mais fácil.

Deixar o processo mais automático significa menos tempo gasto, que pode ser redistribuído

O que é automação de marketing?

Chamamos de automação de marketing as ferramentas estratégicas que permitem entender as interações dos clientes com a marca e agir de forma personalizada e progressiva.

Partindo do modelo de funil de vendas, o cliente é classificado em quatro estágios, de acordo com sua posição na jornada de compra: visitantes, leads, oportunidades e vendas.

Dessas quatro fases, o marketing tem controle sobre as três primeiras e vai moldar as ações a partir dos resultados, sejam eles objetivos (número de pessoas em cada etapa) ou subjetivos (as taxas de conversão de uma fase para
outra).

Esse tipo de estudo permite entender se as campanhas estão surtindo o efeito desejado, e também ajustar a estratégia e o conteúdo conforme for necessário.

As ferramentas de automação fornecem dados em tempo real e permitem programar diferentes jornadas de compra para diferentes perfis de clientes – sem intervenção humana.

Elas permitem, por exemplo, criar uma cadeia de e-mails que serão disparados para todos os clientes da empresa, ou somente para aqueles que entraram em contato no último mês.

Podem também resgatar o contato com outros que já não estão tão engajados assim.

No universo das redes sociais, é possível entregar um código de desconto para aniversariantes do mês, ou até mesmo criar campanhas direcionadas para mães de recém-nascidos.

Observe que as possibilidades de segmentação facilitada são um dos destaques da automação de marketing. É sobre isso que vamos falar na sequência.

A automação permite personalizações. Com isso é possível criar estratégias mais direcionadas e efetivas

Para que serve a automação de marketing?

O principal objetivo da automação de marketing é criar estratégias personalizadas para diferentes jornadas de compra.

Com a abordagem correta, é possível aumentar as vendas totais da empresa e otimizar o processo de marketing e vendas para diminuir os custos de aquisição por cliente (CAC).

Também trabalhar na fidelização de clientes antigos, como ao oferecer descontos exclusivos e ao manter um relacionamento contínuo.

Comentamos acima sobre o funil de vendas. Talvez a maior vantagem das automações esteja justamente na facilidade que observar os dados como um todo, garantindo que cada fase se mostre efetiva em seu objetivo de atração, fidelização e conversão final.

Quando uma pessoa passa por todas as fases do funil, mas, no fim da jornada, ela não converte em uma venda, é ligado o alerta.
Você precisa descobrir onde a estratégica está errando.

Pode ser um indicativo de que o marketing não está entregando um lead de qualidade, ou seja, um cliente em potencial que realmente tenha interesse em adquirir o produto ou serviço.

Ainda, se suas campanhas estão alcançando um grande número de pessoas, mas elas não continuam se envolvendo com a marca, visitando o site ou clicando nas campanhas de e-mail marketing, também há um problema.

Isso indicar que, talvez, existam falhas no conteúdo oferecido.

Mas problema, de fato, é quando tudo isso acontece e escapa do seu radar, pelo fato de não contar com uma solução de automação de marketing

Principais ferramentas para automação de marketing

A automação de marketing exige o uso de ferramentas capazes de interagir com os clientes pelos canais digitais (como e-mail, redes sociais, blog, site ou app) e analisar os dados que surgem destas interações, de modo a otimizar as próximas ações.

No mercado, existem soluções nacionais e estrangeiras, focadas em um ou mais canal.

Selecionamos abaixo as sete principais para você conhecer e escolher quais ajudam nos seus objetivos.

Mailchimp

Uma das ferramentas mais conhecidas e utilizadas no mundo, o Mailchimp ganha destaque pela interface intuitiva, muito útil para quem ainda não tem experiência com automação.
Com sede nos Estados Unidos, seu serviço nasceu focado na programação e disparo de campanhas de e-mail marketing.
Nos últimos anos, aumentou as suas funcionalidades com algumas opções de automação básica e o lançamento de um construtor de landing pages.
O Mailchimp oferece um plano gratuito para até 2 mil contatos e outros três planos pagos com funções extras para automação.

Active Campaign
Outra ferramenta focada na distribuição de campanhas de e-mail, o Active Campaign também conta com uma interface de fácil utilização.
Uma de suas funções de destaque é o serviço que permite identificar onde a pessoa estava quando recebeu o e-mail, oferecendo novas informações para o time de marketing direcionar suas ações.
Com planos pagos iniciando em R$ 29/mês, o serviço oferece ainda um teste grátis para avaliação por 14 dias.

Leadpages
Ideal para quem conta com serviços mais básicos, como Mailchimp ou Active Campaign, a ferramenta é especializada na criação de landing pages e serve como um complemento aos outros serviços.
Com a Leadpages, é possível criar páginas específicas para concursos, inscrição em eventos, vendas exclusivas, lançamento de livros, entre outros.
A ferramenta é paga e conta com planos a partir de US$37/mês.

Leadlovers
A curitibana entra no time das ferramentas mais completas, que oferecem diversos serviços de automação de marketing em um só lugar.
Com a Leadlovers, é possível criar e programar e-mails, segmentar os leads de acordo com o perfil, construir landing pages e ainda criar a sua própria plataforma de EAD.
Os planos custam a partir de R$ 154/mês.

HubSpot
A gigante americana foi responsável pela mais recente transformação do mercado de marketing digital, cunhando o termo inbound marketing e criando todo um nicho de mercado.
A ferramenta foi revolucionária ao reunir em um só lugar diversas funções, como gerenciamento de conteúdo, redes sociais, análise de site, SEO e landing pages, além de oferecer integração com diversos CRMs do mercado, os softwares de gestão e relacionamento com o cliente.
Atualmente, a HubSpot oferece um plano grátis com pouquíssimas funcionalidades, e os planos pagos, mais completos, custam a partir de US$ 24/mês.

RD Station
A brasileira Resultados Digitais é uma das pioneiras no mercado nacional e, hoje, se posiciona como a ferramenta mais completa para automação de marketing do país.
Suas funcionalidades são muito parecidas com a HubSpot, entregando serviços de disparo e automação de e-mail marketing, criação de landing pages personalizadas, monitoramento de lead, gerenciamento de redes sociais, entre outros.
Os planos do RD Station começam a partir de R$ 369/mês e eles oferecem um teste gratuito.

MLabs
Mais uma brasileira para a lista, a MLabs é uma plataforma para o gerenciamento de redes sociais.
Com a feramenta, é possível agendar posts, responder mensagens privadas, gerar relatórios completos automaticamente e, ainda, planejar seu calendário de ações para o mês.
Seus planos custam a partir de R$ 12,90/mês por conta atendida e eles oferecem um teste grátis por sete dias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir Whatsapp
Vamos conversar?
Olá,
Nossos consultores estão aguardando a sua dúvida!